Lula contra violências e pela paz!

O Sintrasef soma-se àqueles que defendem um mundo multipolar, equilibrado, democrático e sobretudo humano, onde a busca pela paz seja uma constante.

No domingo (18/2), o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva teve a honra e o compromisso de discursar como convidado da Cúpula Africana, realizada na Etiópia. Falando para o mundo de um dos continentes mais atacados, roubados e injustiçados da História, Lula fez diversas referências internacionais em defesa dos direitos humanos e da soberania dos povos.

Ao referir-se à guerra no Oriente Médio entre Israel e o Hamas, o conflito atual que mais escancara a perversidade da riqueza contra a pobreza, da força bélica contra o direito à vida, o presidente sublinhou a condição de que um dos envolvidos no conflito, o Estado de Israel, represente o povo judeu, vítima de uma das maiores atrocidades de todos os tempos, o Holocausto.

Na lógica e bom senso comuns, alguém que já foi vítima de tamanha violência, jamais lançaria mão de violências para enfraquecer, matar ou dizimar uma população. A fala do presidente Lula não tratou de equiparar ou mesmo comparar violências, mas sim de sublinhar que o aprendizado com a tragédia é mais do que combustível para recusar-se a repeti-la e buscar a paz.

É importante lembrar que na incessante busca de mediação pela paz, o presidente Lula condenou os ataques terroristas do grupo Hamas ao Estado de Israel, o que desencadeou a atual crise entre Israel e Palestina.

Assim sendo, na coerência de busca pela paz e denúncia de violências, não há espaço para uma fala do presidente brasileiro servir de pretexto para interesses políticos locais, seja em Israel ou no Brasil.

O Sintrasef se colocará sempre em defesa da pluralidade do discurso, aprendizado com a História e denúncia de oportunismos e violências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *