O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) levou recentemente ao governo a preocupação da categoria com alteração na margem do crédito consignado. Na oportunidade, o fórum também cobrou a ampliação do programa que auxilia na negociação de dívidas impagáveis, o “Desenrola”

Além disso, o Fonasefe enviou uma carta aberta solicitando audiências públicas no Congresso Nacional e reuniões com o Ministério da Fazenda para se tratar do assunto.

Leia a carta aberta abaixo:

“O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) é contra a política de incentivos que empurra o servidor público ao endividamento, em contraste com a valorização salarial da categoria. Entretanto, não podemos ignorar a realidade imposta nesses últimos anos de grande perda salarial, sem reajustes, com que fez que muitas pessoas optassem por créditos consignados.

Com a derrubada do veto (VET 61/2022) em abril houve um aumento de 40% para 45% dos vencimentos na margem do crédito consignado. À primeira vista parece interessante, mas nessa nova regra os 45% citados são divididos em 35% para o empréstimo consignado (redução da margem), 5% para amortizar dívidas com cartão de crédito e 5% reservados para amortizar despesas do cartão benefício. Para piorar, o cartão benefício criado possui juros maiores, o que aprofunda o endividamento.

Esses percentuais acima são descontados diretamente no contracheque dos servidores e servidoras, ou seja, quem já tinha toda a margem comprometida terá sua renda desviada para um novo modelo que dificulta o pagamento da dívida adquirida.

Diante do exposto, o Fonasefe considera um agravante contra os servidores e servidoras tal engessamento dos empréstimos consignados, que retira a liberdade de opção e agrava a frágil situação financeira de tantos brasileiros.

O Fonasefe cobra a resolução do caso e apresenta reivindicação ao governo para ampliar o programa “Desenrola”, para que os servidores com dívidas impagáveis possam negociar suas dívidas e sair do sufoco vivido”.

Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais

 

By Imprensa

O Sintrasefe – Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado do Rio de Janeiro – foi fundado em 26 de setembro de 1989. Entidade sindical representativa dos servidores públicos federais da administração direta e indireta no Estado do Rio de Janeiro, o Sintrasefe tem em sua base cerca de 250 mil servidores, dos quais 35 mil estão filiados, distribuídos em cerca de 60 órgãos públicos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *