O 18 de Agosto entrou para a história de lutas dos servidores públicos do país com uma forte mobilização da categoria nas ruas de diversas cidades e nas redes sociais, em defesa de um serviço público de qualidade, que está sendo atacado pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da reforma Administrativa, do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL).

Na internet, a hastag #18ADiadeLuta esteve durante todo o dia entre as mais visualizadas. Também pela internet a população pode dizer não ao desmonte do serviço público, pressionando os parlamentares. Está no ar o site “Na pressão” (https://napressao.org.br/campanha/diga-nao-a-reforma-administrativa) – uma ferramenta na qual estão listados os nomes dos deputados que são contra, indecisos e a favor da PEC 32. Por meio de telefone, whatsAPP e e-mails é possível enviar sua mensagem a cada um. 

Muito além da defesa da estabilidade dos servidores, que comprovadamente evita a possibilidade de corrupção como em casos, por exemplo, da compra da vacina Covaxin, em que um servidor público denunciou a tentativa de falcatrua por parte de membros do governo Bolsonaro que atuavam no Ministério da Saúde, a luta também é em defesa dos empregos, contra as privatizações e demais pautas dos trabalhadores de todas as categorias.

Os servidores públicos, trabalhadores da iniciativa privada e movimentos sociais exigem um serviço público de qualidade, abrangente e gratuito, assim como define a Constituição Federal de 1988. (Com agências) (Foto: Nando Neves)

By Imprensa

O Sintrasefe – Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado do Rio de Janeiro – foi fundado em 26 de setembro de 1989. Entidade sindical representativa dos servidores públicos federais da administração direta e indireta no Estado do Rio de Janeiro, o Sintrasefe tem em sua base cerca de 250 mil servidores, dos quais 35 mil estão filiados, distribuídos em cerca de 60 órgãos públicos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *